"José do Egito", resumo dia 14/08/2013, quarta-feira

"José do Egito", resumo dia 14/08/2013, quarta-feira: Sati fica envaidecida com os elogios de Pentephres. Ele vai embora, prometendo retornar. Uma gigantesca tempestade de areia castiga os filhos de Jacó. Zilpa ainda chantageia Bila e tenta pegar seu pão. As duas começam uma discussão. Jacó chega a tenda e Bila resolve contar que Zilpa queria seu pão.Jacó dá a entender que sabe da traição de sua concubina, mas ainda assim, promete prejudicar Zilpa caso algo aconteça com Bila. Ela tenta se fazer de desentendida, mas Jacó é incisivo e proíbe que o assunto seja abordado no acampamento novamente. Ele se vai, enfurecido, enquanto Bila diz a Zilpa que não será mais chantageada.A tempestade de areia passa. Potifar fica preocupado com a suposta doença de Sati. Ela é cínica e demonstra fragilidade. Azenate afirma que José deveria tentar encontrar sua família. Durante a noite, os irmãos fazem uma fogueira. Eles encontram Hira, o amigo de Judá, retornando do Egito com alimentos. Ele diz a todos que as negociações devem ser feitas com o governador, que é um homem bastante sensato.No dia seguinte, os irmãos chegam ao Egito e ficam impressionados com sua grandiosidade. Eles chegam à fila e avistam José, vestido e maquiado como um nobre egípcio, mas não o reconhecem. José olha para a fila e gela ao ver quem o chamou. É Simeon. Ele estremece e se apoia em Mitri. José se restabelece do susto, toma coragem e dá um passo à frente. Todos os irmãos estão abaixo da plataforma.Eles olham para cima e o veem, imponente, poderoso. Um a um, eles se prostram com o rosto em terra diante da autoridade de José. Ele é firme e exige que todos se levantem. José é áspero e pergunta de onde os irmãos vêm. Depois que eles explicam e afirmam que precisam de alimentos, José grita que estão mentindo. Mitri estranha o tom áspero do vizir. José afirma que todos são espiões e exige que guardas os prendam.
Comentários via Facebook
0 Comentários via Blogger

Seja o primeiro a comentar!